Nossos contatos
Metropolitan - Jardim Goiás, Goiânia/GO - 74.810-200,
[email protected]
WhatsApp: 62 9 8581-3600
Trabalhe Conosco
[email protected]
WhatsApp: 62 9 8581-3600

LAW NEWS

Portal jurídico

Conheça a LAW NEWS

Fundada em outubro de 2020, a LAW NEWS é uma plataforma de conteúdo jornalístico jurídico independente que faz parte da holding Web Wave.

Acreditamos na transformação da nossa sociedade pelo acesso à informação, de forma simples, autêntica, descomplicada e confiável.

Com essa comunicação simples, ética e transparente, construímos relações verdadeiras e, com isso, contribuímos para a evolução do ecossistema jurídico brasileiro.

LAW NEWS tem independência em relação à Web Wave e demais controladores, mas compartilha os mesmos valores e princípios das empresas do grupo.

O conselho da LAW NEWS é comandado pelos sócios Guilherme Peara e Fabio Henryck.

Nosso

Simplificando a comunicação jurídica, acreditamos que podemos transformar positivamente a nossa sociedade, porque terão acesso à informação de modo descomplicado, autêntico e confiável.

Missão

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Visão

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Valores

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Princípios editoriais

A  LAW NEWS será sempre independente, apartidária, laica e praticará um jornalismo que busque a isenção, a correção e a agilidade.

Portanto, não será nem a favor, nem contra governos, igrejas, clubes, grupos econômicos, partidos e correlatos.

Mas, de forma intransigente, defenderá o respeito a valores sem os quais uma sociedade não pode se desenvolver plenamente: a democracia, as liberdades individuais, os direitos individuais e coletivos, a livre iniciativa, os direitos humanos, a República, o federalismo, o avanço da ciência e a preservação da natureza.

Todas as ações que possam ameaçar os nossos princípios e valores devem merecer atenção especial, devem ter uma cobertura capaz de jogar luz sobre elas. Contudo, não haverá apriorismos.

Essas ações devem ser retratadas com espírito isento e pluralista, acolhendo-se amplamente o contraditório, de acordo com os princípios aqui descritos, de modo que o público possa concluir se há ou não riscos e como se posicionar diante deles.

A afirmação destes valores é, também, uma forma de garantir a própria atividade jornalística.

Sem a democracia, a livre iniciativa e a liberdade de expressão, é impossível praticar o jornalismo, e é imperioso defendê-lo de qualquer tentativa de controle estatal ou paraestatal.

Os limites do jornalista e das empresas de comunicação são as leis do país, e a liberdade de informar nunca pode ser considerada excessiva.

Esta postura vigilante gera incômodo, e muitas vezes acusações de partidarismos.

Deve-se entender o incômodo, mas passar ao largo das acusações, porque o jornalismo não pode abdicar desse seu papel: não se trata de partidarismos, mas de esmiuçar toda e qualquer ação, de qualquer grupo, em especial de governos, capaz de ameaçar os valores da sociedade. Este é um imperativo do jornalismo do qual não se pode abrir mão.

Isso não se confunde com a crença, partilhada por muitos, de que o jornalismo deva ser sempre do contra, deva sempre ter uma postura agressiva, de crítica permanente. Não é isso.

Não se trata de ser contra sempre (nem a favor), mas de cobrir tudo aquilo que possa pôr em perigo os valores sem os quais a sociedade, em síntese, fica tolhida na sua busca por felicidade.

Essa postura está absolutamente em linha com o que rege as ações do grupo Web Wave. O jornalismo que praticamos seguirá sempre este postulado.

We use cookies to give you the best experience.